Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac) decidiu limitar o horário de estacionamento em mais uma parte da orla do Bairro Santa Inês, zona sul da capital. O local é alvo de reclamações dos moradores há anos e serve como ponto de encontro para pessoas que consomem bebida alcoólica durante a madrugada e exageram no volume do som.

A Rua André de Oliveira Costa, no trecho que inicia da Avenida Pedro Lazarino  até a Avenida Professor Zacarias de Araújo, próximo à Rampa do Açaí, foi sinalizada com placas indicando proibição de estacionamento entre 2h e as 6h em qualquer dia da semana na área dos quiosques do canteiro central. A mesma sinalização já ocorria na Rua Beira Rio.

Uma mudança na Resolução 624 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) transferiu a responsabilidade na fiscalização de sons automotivos às prefeituras de todo o país. Agora, todo o carro que for flagrado com o som acima do volume permitido, poderá ser multado pela CTMac.

ctmac 4

Antônio Sousa, diretor de Trânsito da CTMac: agente não precisa mais do decibelímetro, basta o bom senso. Fotos: André Silva

“O agente não precisa mais do aparelho de decibelímetro para fazer a notificação. Estamos orientando que eles usem o bom senso orientado o condutor quanto ao volume, mas caso ele desrespeite o aviso poderá receber autuação”, explicou o diretor de Trânsito, Antônio Roberto Sousa. 

A luta dos órgãos de fiscalização já é antiga, bem como a dos moradores. Os amigos e vizinhos, Manoel Rodrigues, de 78 anos, e Onei Rodrigues Lobato, de 71 anos, dizem que há anos não conseguem dormir uma noite inteira por causa do barulho e quando vão reclamar ainda são ameaçados pelos donos dos carros. 

Moradores da orla: nunca mais dormimos uma noite inteira

Moradores da orla: nunca mais dormimos uma noite inteira

Proibido estacionar a partir das 2h

Proibido estacionar a partir das 2h

“A gente trabalha o dia todo e à noite não pode dormir. Se levássemos a sério as ameaças deles com certeza acabaria em briga. Aqui era muito bom de morar, o pior é que a maioria é menor de idade”, reclamou Onei Rodrigues. 

A CTMac informou que a fiscalização inicia a partir de segunda-feira, 6. 

Compartilhamentos