Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

No fim da tarde desta quinta-feira (16), policiais do Bope do Amapá recuperaram uma picape Hilux, ano 2015, que havia sido furtada de uma lavagem de carros. O veículo estava sendo desmontado em uma oficina mecânica na zona norte de Macapá.

O crime ocorreu no último dia 9, em uma lavagem de carros no fim da Avenida Ana Nery, no Bairro Jesus de Nazaré.  

O proprietário do veículo deixou o carro para ser lavado, e quando foi buscar não encontrou mais o veículo. Ele registrou o furto na polícia.

“Eles (a lavagem) entregaram a chave para alguém que alegava que era meu filho. O gerente não meu deu nenhuma justificativa”, disse ao portal SELESNAFES.COM o proprietário do carro.

Picape estava sem as rodas originais e outras peças. Fotos: Olho de Boto

“Recebemos denúncias anônimas relatando que na Rodovia do Curiaú havia um desmanche de veículos, especialmente de picapes. Localizamos uma Hillux branca com as mesmas características. (…) A partir da verificação de chassi e outras peças nós acionamos o proprietário que fez o reconhecimento do bem de imediato”, explicou o tenente William, do Bope.

“A picape já estava praticamente descaracterizada, sem suas rodas originais e outras peças”, acrescentou.

 

O galpão, onde também funciona uma oficina mecânica, fica na Rodovia do Curiaú, no Bairro Jardim Felicidade II. Segundo os policiais, o veículo estava recebendo as placas de outra picape que pertence a uma empresa de ônibus e estava na oficina para conserto.

Oficina de picapes era usada como desmanche, segundo a PM

Proprietário da oficina e mecânico foram presos

De acordo com a PM, a Hillux branca foi furtada por um homem que teria mentido para o dono da lavagem, e se apresentando como filho do dono da picape.

O Bope também descobriu que o furto beneficiaria um morador de Oiapoque, cidade a 590 quilômetros de Macapá. O morador também seria dono de uma picape destruída em um acidente na estrada.

As peças da picape furtada da lavagem de carros seriam colocadas no veículo de Oiapoque, segundo levantou o Bope, ao preço de R$ 15 mil. O caso está sendo investigado pela Polinter para determinar se o morador de Oiapoque sabia que um furto seria cometido.

A picape furtada na lavagem de carros está avaliada em R$ 120 mil.

“Eu trabalhei 30 anos para comprar um carro desse, e estou me locomovendo com um carro emprestado por amigos. Foram noites perturbadoras, mas a PM foi incansável, quero agradecer”, comentou o dono da picape furtada.

Picape desmontada chamou a atenção dos policiais…

…que constataram ser da Guiana Francesa

Segundo veículo

Durante a batida na oficina, outra picape chamou a atenção dos policiais. Ela estava desmontada. PMs especializados em identificação veicular constataram que o carro é da Guiana Francesa, e que também apresentava várias adulterações. Diante das evidências, o veículo também foi apreendido.

O proprietário da oficina, Jamerson Pereira, de 40 anos, e um mecânico foram apresentados por receptação, mas foram liberados. Contudo, apenas o proprietário responderá ao processo.

As duas picapes foram apreendidas e levadas para o Ciosp do Pacoval

Compartilhamentos